sábado, 28 de julho de 2018

uma música para o fim de semana - Emmy Curl


É a segunda vez que Emmy Curl é chamada ao palco da Esteira. A primeira foi com Turn Off the Light. Agora é com Dança da Lua e do Sol.

Mas hoje vai ser ao contrário. Desta vez sou que vou ao palco de Emmy, no Braga Groove. Emmy vai fazer a primeira parte do concerto do francês Yann Tiersen.
Talvez estes dois temas estejam no seu alinhamento.


Bom fim de semana ☺




O teu sonho é uma viagem 
que me leva pelas brumas 
numa escuridão imensidão 
de casas vazias sem ti 
dessa culpa de pensar em nós 
eu quero dizer-te que nada temo em ter-te 
salta o muro ha um paraíso aqui tão distante 

Tu és dia e eu sou noite 
caminho o mar a pé 
quando danço não te encontro 
quando acordas já vai longe o meu batel 

Quando eu me fui embora 
Parti para te poder esquecer 
Vi-me no turbilhão da aceitação 
De um mundo cheio, vazio de ti 

Quero mais que a miragem 
Ver-te existir na minha luz 
Tenho os pés presos na areia, puxa por mim 
Estou tão perto 

Tu és noite, eu sou dia 
O meu brilhar é teu 
Quando danças, não me encontras 
Quando acordo, já vais tão distante 

Tu és dia, eu sou noite – Eu sou dia, tu és noite 
Caminho o mar a pé – Atravessa o mar até mim 
Quando danço, não te encontro – Quando danças, és minha 
Quando acordas, já vai longe o meu batel



quinta-feira, 26 de julho de 2018

uma ida ao baú - July Tree (Nina Simone)


I Put a Spell on You de 1965 é muito provavelmente o álbum mais icónico de Nina Simone.
Quase todos os temas são sobejamente conhecidos mas há um que passa despercebido, atropelado por todos os outros.
Há ternura e carinho, melancolia e tristeza na sua voz quando canta July Tree.
E Nina não canta esta canção para nenhum de nós, apenas e só para ela.
É uma reflexão, um desabafo, uma conversa silenciosa com a sua alma.

A sua voz é serena, doce, tranquila. Sempre acreditei que por ela, por este timbre mate, rolava uma tímida e envergonhada lágrima bonita, feita de cristal puro.

Esta música enfeitiça-me, fascina-me.
A sua letra é assaz simples, mas tem um poder tremendo nessa sua simplicidade, nessa beleza.

Fico de mãos e pés atados sempre que a oiço. Mas é mesmo isso que quero, que procuro, quando Nina Simone canta para mim July Tree.
É uma espécie de Síndrome de Estocolmo desejado e antecipado., mas mais intenso e incomensuravelmente mais bonito.




True love seed in the autumn ground
True love seed in the autumn ground
Where will it be found?

True love deep in the winter white snow
True love deep in the winter white snow
How long will it take to grow?

You know true love buds in the April air
You know true love buds in the April air
Was there ever a bud so fair?

True love blooms for the world to see
True love blooms for the world to see
Blooms high upon the July tree