sábado, 22 de dezembro de 2012

uma música para o fim de semana - Luísa Sobral


A 1 de Abril de 20011 surgia pela primeira vez de uma maneira muito incipiente a rubrica "uma música para o fim de semana".
A primeira sugestão foi Not There Yet de Luísa Sobral, uma das canções mais bonitas do seu álbum The Cherry on my Cake.
É senhora de uma das vozes mais peculiares da música portuguesa. Dela, gosto da sua voz quente e doce, do timbre de voz tão característico, quase infantil. Gosto da inocência e simplicidade das suas letras.

Numa cedência à época natalina, a sugestão para este fim de semana é uma das mais recentes composições de Luísa Sobral - que anda a preparar o sucessor The Cherry on My Cake - onde conta a história de como seria bom poder viajar no tempo e reviver a noite Natal. Bem ao seu estilo.


Na hora do final
a noite de Natal
apagam-se as luzes
vão todos dormir
mas o relógio não quer seguir

e mesmo no final
na noite de Natal
num só segundo
só de uma vez
sonhas viver o dia todo outra vez

E voltas à manhã de Natal
onde todos acordam
mais cedo que o normal
onde os pijamas são vestidos de gala
e os presentes estão espalhados
pela sala.

Quando chegas ao final
dessa noite de Natal
se pedires num desejo
contares até 3
verás que volta a ser Natal
mais uma vez.


Bom fim de semana e de caminho Bom Natal :)




se estás a ver isto é porque o mundo não acabou ontem ;)


E a NASA explica porquê (em inglês)...





sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Inverno






Velho, velho, velho
chegou o Inverno.

Vem de sobretudo
vem de cachecol, 
o chão por onde passa
parece um lençol.

Esqueceu as luvas
perto do fogão
quando as procurou
roubara-as o cão.

Com medo do frio
encostou-se a nós:
dei-lhe café quente,
senão perde a voz.

Velho, velho, velho
chegou o inverno.


Eugénio de Andrade


É hoje, é hoje! O mundo acaba hoje!


O vídeo é uma montagem de vários filmes. Cada um mais apocalíptico que o outro.
Vi-os quase todos e de todos eles o 2012 é o mais intragável.

Quanto à música, essa sim é do melhor. É dos REM. Grande Michael Stipes.

Bom fim do mundo :D