sábado, 26 de maio de 2018

uma música para o fim de semana - Carlos Araújo


Dois elementos dos antigos Trabalhadores do Comércio - Carlos Araújo e Sérgio Castro - reencontram-se e juntam-se para recriar um dos temas mais populares deles: De Manhã eu Bou ao Pom.
Mas não se vão logo embora, quando a apresentação da música aparentemente acaba.

Os dois músicos além de retomar o diálogo das guitarras estabelecem igualmente uma conversa cantada, cheia de cumplicidade, entre si e concretizam o porquê do título do tema ser De Manhã eu Bou ao Pom.
Uma auto-paródia à pronúncia nortenha, do Porto, cidade de onde ambos os músicos são originários.

Duo é o trabalho de 2016 lançado por Carlos Araújo, onde celebra diversos duos com diversos músicos guitarristas relevantes na sua vida.


Carlos Araujo dá hoje um concerto intitulado De Quem Eu Gosto, na Póvoa do Varzim no cine-teatro Garret às 21.30h. Para além de Dani Silva, Rui Veloso, Paulo Carvalho e mais uma mão cheia de outros, Sérgio Castro vai voltar a ser um dos convidados.


Bom fim de semana ☺






quarta-feira, 23 de maio de 2018

uma ida ao baú das memórias - Iris (Goo Goo Dolls)


1998. Vinte anos, portanto.

Brad Siberling pega num dos melhores filmes, considero-o de culto, de Wim Wenders - As Asas do Desejo -  e transforma-o numa versão patética, xaroposa e fortemente comercial que dá pelo nome do Cidade dos Anjos.
O canastrão do Nicolas Cage mais valia ter ficado em casa e Meg Ryan... enfim.
Johnny Depp chegou a ser contactado para ficar com o papel do Cage.


De todo o filme apenas uma coisa fica de fora do lamaçal que a Cidade dos Anjos é: a sua banda sonora. Dela recordo um tema que oiço com um prazer tremendo: os Goo Goo Dolls a tocarem Iris.

Da letra há um verso (refrão) extraordinário que o guitarrista e vocalista da banda canta:

And I don't want the world to see me
'Cause I don't think that they'd understand
When everything's made to be broken
I just want you to know who I am





And I'd give up forever to touch you
'Cause I know that you feel me somehow
You're the closest to heaven that I'll ever be
And I don't want to go home right now

And all I can taste is this moment
And all I can breathe is your life
'Cause sooner or later it's over
I just don't want to miss you tonight

And I don't want the world to see me
'Cause I don't think that they'd understand
When everything's made to be broken
I just want you to know who I am

And you can't fight the tears that ain't coming
Or the moment of truth in your lies
When everything feels like the movies
Yeah you bleed just to know you're alive

And I don't want the world to see me
'Cause I don't think that they'd understand
When everything's made to be broken
I just want you to know who I am

And I don't want the world to see me
'Cause I don't think that they'd understand
When everything's made to be broken
I just want you to know who I am

And I don't want the world to see me
'Cause I don't think that they'd understand
When everything's made to be broken
I just want you to know who I am
I just want you to know who I am
I just want you to know who I am
I just want you to know who I am