sábado, 26 de agosto de 2017

uma música para o fim de semana (na Silly Season) - Dino Meira


Este é o último fim de semana de Agosto. Supostamente as coisas vão voltar ao normal.
Vai voltar o trânsito e as horas perdidas nele, a política estéril, as discussões intermináveis de futebol, a rotina do dia a dia, a castração dos trabalhos de gabinetes, de mails sem sentido e de telefonemas que não levam a lado.

Agosto é o mês por do regresso dos emigrantes e o seu fim leva de volta aos países adoptivos a nuvem de matriculas suíças, francesas e afins que populam durante um mês, as estradas nacionais.

Dino Meira, um dos nomes maiores da música pimba, e autor da canção que deu origem à expressão "Meu querido mês de Agosto" consegue mostrar, bem ao estilo popularucho, muito razoavelmente o sentimento de quem faz do regresso no mês por excelência da Silly Season, o objectivo de um ano inteiro.


Bom fim de semana ☺





Meu querido mês de Agosto
Por ti levo o ano inteiro a sonhar
Trago sorrisos no rosto 
Meu querido mês de Agosto
Porque sei que vou voltar
Meu querido mês de Agosto
Por ti levo o ano inteiro a sonhar
Trago sorrisos no rosto 
Meu querido mês de Agosto 
e trago Deus para me ajudar

Já passaram tantos dias,
Já passaram tantos meses

E eu ando louco por regressar
Já senti a cada momento 
Que a saudade é um tormento
Eu ando louco por regressar
Já passaram tantas horas
De voltar eu bem preciso
Deitar as saudades fora
Cantar xau vamos embora
De regresso ao paraíso

Meu querido mês de Agosto
Por ti levo o ano inteiro a sonhar
Trago sorrisos no rosto 
Meu querido mês de Agosto 
Por que sei que vou voltar

Meu querido mês de Agosto
Por ti levo o ano inteiro a sonhar
Trago sorrisos no rosto 
Meu querido mês de Agosto 
E trago Deus para me ajudar

Já passaram tantos dias
Vivo assim sem alegria
Eu ando louco por regressar
De por os pés ao caminho
Provar o gosto do vinho
Eu ando louco por regressar
Já passaram tantas horas 
De voltar eu bem preciso
Deitar as saudades fora 
Cantar xau vamos embora
De regresso ao paraíso

Meu Querido Mes de Agosto
Por ti levo o ano inteiro a sonhar 
Trago sorrisos no rosto 
Meu querido mês de Agosto 
Por que sei que vou voltar
Meu querido mês de Agosto
Por ti levo o ano inteiro a sonhar
Trago sorrisos no rosto 
Meu querido mês de Agosto 
E trago Deus para me ajudar

Meu querido mês de Agosto
Por ti levo o ano inteiro a sonhar
Trago sorrisos no rosto 
Meu querido mês de Agosto 
Por que sei que vou voltar
Meu querido mês de Agosto
Por ti levo o ano inteiro a sonhar
Trago sorrisos no rosto 
Meu querido mês de Agosto 
E trago Deus para me ajudar


quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Eu,



Eu, silêncio pesado,
caído redondo na fraga,
do calor incendiado,
sem esperança que traga;

Eu, sorriso pesado,
de dedo que acusa,
do coração esmagado,
pela dor reclusa;

Eu, cansaço pesado,
do preço em alta,
do eu castigado,
da raiva revolta;

Eu, caminhar pesado,
de consciência ausente,
de um corpo cansado,
de um nada presente;

Eu, sentir pesado,
torpor de lágrimas surdas,
de um sorriso murchado,
cheio de palavras mudas

Eu, ânimo vergado,
pela dor maldita,
de um fardo carregado,
que berra e grita,
tão longa desdita.